Concurso Polícia Penal MG 2021 – Vagas, Inscrições

A Polícia Penal de Minas Gerais está oferecendo 2.420 vagas de emprego em seu novo Concurso Público. Serão 1.944 vagas para homens e 476 para mulheres, sendo 10% das vagas para candidatos com deficiência.

A Secretaria de Estado da Justiça e Proteção Social de Minas GeraisSejusp – divulgou edital de concurso para preenchimento de 2.420 vagas na Polícia Criminal. Serão 1.944 homens e 476 mulheres, sendo 10% das vagas para candidatos com deficiência.

Os candidatos ao posto de policial criminal devem ter no mínimo 18 anos e ter concluído o ensino médio. O salário inicial é de 4.631,25 reais, e ele trabalha 40 horas semanais, que podem ser realizadas em turnos.

As inscrições devem ser feitas por meio do endereço eletrônico entre os dias 22 de outubro e 21 de novembro de 2021: www.selecon.org.br. A taxa de inscrição é de R$ 49,16.

Como se preparar para o exame

É um estudo de longo prazo que exige organização, dedicação, disciplina e foco. Os testes de competição geralmente são jogos de alto nível, com uma ampla variedade de tipos, amplos e grandes, e disponíveis a qualquer momento. Mas acalme-se, não digo isso para desanimá-lo! Você sabe, a maioria dos transeuntes são pessoas comuns como você e eu! Eles diferem apenas em um aspecto: desenvolveram a estratégia certa para atingir seus objetivos.

É necessário considerar fatores pessoais que podem colaborar ou dificultar seu aprendizado, como ausência de ruídos, iluminação, temperatura, conforto, interferência humana, etc. Escolha o local que mais lhe convém e garantirá que sua atenção estará voltada para o assunto que está estudando. Testes anteriores e resolução de problemas para cada assunto são muito importantes para o aprendizado. Além das dúvidas relacionadas aos conhecimentos apreendidos, reserve pelo menos um dia da semana para conferir o quadro de competições ou preparativos selecionados.

Leia também:  Concurso CTB 2017-2018 - Inscrições Abertas

Como será a prova?

Os candidatos serão avaliados através de provas objetivas e dissertativas de 5 horas e serão realizadas no dia 16 de janeiro de 2022. O exame será composto por 60 questões, cada uma com quatro alternativas, distribuídas da seguinte forma:

– Português: 10 questões

– Raciocínio lógico: 5 questões

– Cálculo básico: 5 questões

– Conceitos jurídicos: 10 questões

– Direitos humanos: 10 questões

– Legislação especial: 20 questões

As etapas da competição serão:

– Teste objetivo (60 questões);

– Teste de avaliação psicológica e psicotécnica;

– Exame físico;

– Teste de Aptidão Física (TAF);

– Aplicabilidade e comprovação de comportamento impecável (pesquisa social);

– Cursos de formação profissional técnica.

Serão classificados aqueles que obtiverem no mínimo 60% da pontuação total no teste objetivo e atingir no mínimo 40% em cada disciplina. A composição é baseada na temática disponibilizada no momento da inscrição, 20-30 linhas, sendo efetuadas correções à composição dos candidatos que tenham atingido a pontuação mínima e estejam a 5 vezes da vaga no concurso.

O teste de aptidão física exigirá os seguintes exercícios:

– Ensaio de flexão fixa da haste;

– Teste de flexão abdominal;

– Teste de pulso horizontal;

– Teste de flexão do braço no solo;

– 12 minutos de teste de corrida.

Após a inscrição, os candidatos escolherão as cidades para fazer a prova, incluindo Belo Horizonte, Vespasiano, Juiz de Fora, Uberaba, Lavras, Divinópolis, Valadares O Governador, Uberlândia, Patos de Minas, Montes Claros, Ipatinga, Barbacena, Curvelo, Teófilo Otoni, Unai, Pouso Alegre e Poços de Caldas.

O concurso da Polícia Criminal será geral, pois as oportunidades serão integralmente alocadas pelos funcionários do departamento, e a nomeação será decidida pela própria administração pública, pelo que o aprovado poderá nomear qualquer unidade prisional do país.

Leia também:  Concurso Polícia Civil AC 2017 - Agente, Auxiliar, Delegado e Escrivão

Em todas as etapas da classificação serão convidados a participar de cursos de capacitação, divididos em dois cursos: o primeiro vai da 1ª à 1.249ª pessoa, e a segunda vai da 1.250ª a 2.497ª pessoa.

Novos agentes penitenciários devem ser nomeados como policiais criminais, pois a PEC nº 53/2020, que formalmente determinou a transição de carreira, encontra-se em fase de parecer da Comissão de Constituição e Judiciário da Assembleia Legislativa, que expediu a homologação da constitucionalidade.

Por Adriana Silva Souza

Concursos

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *