Novo Concurso Nav Brasil 2022 – Previsão de Edital


Nav Brasil deve realizar novo concurso público com quase 2 mil vagas.

Uma nova empresa de capital aberto passará a integrar o Concurso NAV Brasil Serviços de Navegação S / A, órgão resultante da cisão da Infraero. Mais um passo para a realização do primeiro concurso NAV Brasil (Services de Navegação Aérea SA), empresa de capital aberto criada pelo Presidente Jair Bolsonaro em 2019, por meio da Lei nº 13903/2019. Acontece que esta quinta-feira, 28 de outubro, no Diário da Uniãoa, a Secretaria Especial de Privatizações, Desinvestimentos e Mercados do Ministério da Economia e a Secretaria de Governo e Coordenação de Empresas Estatais nº 12.771 aprovaram sua nova empresa. De acordo com o documento, o NAV Brasil deve ter 1.698 servidores no total.


Como se preparar para a prova

Todos os anos, milhares de pessoas em todo o país decidem investir em licitações públicas. Não se trata apenas de um investimento financeiro (inclui cursos, notas de palestras e inscrições), mas também de tempo. Afinal, a demanda está aumentando e apenas candidatos bem preparados podem conseguir uma vaga no serviço público.


Então, se você quer se tornar um funcionário público, por favor, aprenda como se preparar aqui!


1 – Depois de decidir em qual área se concentrar, comece a preparar

Um erro de muitos alunos é esperar o anúncio da competição para depois começar a se preparar. Não faça isso! Porque, em circunstâncias normais, após a emissão do aviso, falta pouco tempo para a realização do exame e, geralmente, não há tempo para aprender todo o conteúdo do programa.


Por outro lado, se você começar a aprender cedo, terá tempo para aprender tudo, revisar, praticar e fazer simulações para testar seus conhecimentos e fazer ajustes se necessário.

2 – Grau de investimento

Se você tiver tempo e dinheiro para investir, faça uma faculdade na área onde planeja se inscrever. Portanto, seu leque de possibilidades é expandido. Afinal, você poderá se candidatar a vagas que exigem ensino fundamental, médio e superior.

Além disso, os benefícios dos cargos de ensino superior geralmente são maiores. Outro ponto relevante é a proporção de candidatos para cada vaga de emprego, que tende a ser pequena.

Atualmente, o ensino à distância ocupa uma grande proporção. Hoje, quase todas as universidades têm uma opção de EAD. Portanto, mesmo aqueles que têm trabalho ou outras tarefas a cumprir, podem coordenar atividades sem maiores dificuldades.

3 – Encontre um bom curso de preparação

Existem candidatos tentando se preparar para o concurso público? Existem! Mas uma coisa é certa: ele precisa trabalhar mais e às vezes demora mais para conseguir o emprego dos seus sonhos. Em outras palavras, os candidatos que se preparam com um bom curso básico dão um passo adiante.

Portanto, procure profissionais com experiência em preparação para concursos públicos, preferencialmente atuando na área em que deseja ingressar. Afinal, entender o conceito não é o único critério para reconhecimento; os participantes precisam desenvolver a capacidade de testar a competição; eles precisam entender o estande e seu método de cobrança; as pegadinhas frequentemente usadas pelos organizadores e assim por diante.

Sobre o concurso

As vagas devem ser preenchidas por meio de concursos públicos ainda não agendados.

A empresa é responsável pela gestão dos seus próprios colaboradores, bem como pela tomada de medidas administrativas de contratação ou despedimento de colaboradores, desde que respeitem os limites previstos no artigo 1º, a dotação orçamental aprovada para cada exercício e demais normas legais aplicáveis.

A empresa é a primeira estatal criada durante o governo Dilma Rousseff, em 2013, quando foi criada a Agência Brasileira de Garantia e Gestão de Garantias (ABGF).

O resultado da competição, Nav Brasil, é o spin-off da Infraero, que administra aeroportos públicos, como o de Congonhas, em São Paulo, para reter a receita das taxas de navegação aérea. A empresa será vinculada ao Departamento de Defesa por meio do Comando da Aeronáutica.

Independentemente de haver licitação no futuro, a empresa deve inicialmente herdar os servidores da Infraero, que já atuam na área de controle de tráfego aéreo.

Além disso, o número total de transferências pode ser superior a esse valor, pois o artigo 23 da lei permite que todos os funcionários da Infraero sejam transferidos em caso de “extinção, privatização, dispensa ou insuficiência financeira”. Nesse sentido, desde que mantido o ordenamento jurídico, basta a administração pública.

Pelo acordo coletivo firmado em 2011, quando o governo deu início ao processo de privatização do aeroporto, os servidores da Infraero eram contratados no regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), mas só tinham garantia de estabilidade até o final de 2020.


Adriana Silva Souza


Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.