Novo Concurso TJM MG 2022 – Previsão de Vagas para Juiz


TJM MG prepara realização de novo concurso público 2022 para o cargo de juiz.

De acordo com informações divulgadas na última quarta-feira (16), o concurso do Tribunal de Justiça Militar de Minas Gerais teve uma nova seleção para juiz autorizada. Ao todo, o processo seletivo contará com quatro vagas e salários de R$33,6 mil.


Segundo o que se sabe até o presente momento, o concurso deve acontecer ainda este ano e foi divulgado pelo magistrado da Justiça Militar, através de uma publicação nas suas redes sociais. Conforme o pontuado por Wendell Araújo, o magistrado em questão, o TJM MG possui o aval do Pleno para preencher imediatamente as quatro vagas em questão.


Vale ressaltar que para ocupar um dos cargos de juiz disponíveis é preciso possuir formação no ensino superior em direito. Os candidatos precisam estar formados há pelo menos quatro anos e ter idade mínima de 25 anos. Além disso, é preciso que tenham pelo menos quatro anos de experiência como promotores de justiça, magistrados ou então como servidores públicos de cargos que tenham algum tipo de exigência de conhecimentos de bacharel em direito.


Em breve, novas informações sobre o processo seletivo devem ser confirmadas, visto que este ainda não teve um edital publicado. Uma vez que o concurso foi autorizado, o próximo passo para que este se torne oficial é encontrar a comissão organizadora. Então, uma vez que ela estiver definida, o edital começará a ser elaborado, de modo que a banca organizadora poderá ser escolhida para a elaboração das provas.


É somente após a assinatura do contrato com a banca organizadora que acontece a publicação do edital e a subsequente abertura das inscrições. Portanto, os interessados em se tornar juízes do TJM MG devem aguardar pelas próximas notícias do processo seletivo.

Se mostra válido destacar que o último concurso para o órgão em questão com foco no cargo de juiz aconteceu ainda no ano de 2002. Na ocasião citada, foram oferecidas apenas duas vagas, ambas de preenchimento imediato.

Quando se fala sobre as provas, elas foram compostas de cinco etapas e constituídas por questões objetivas, questões discursivas, prova oral e, por fim, análise de títulos. Em termos de prova objetiva, vale pontuar que esta contou com 60 questões, distribuídas entre 6 tópicos distintos com dez questões cada. As disciplinas em questão foram direto processual e penal militar, direito constitucional, direito administrativo e as leis estaduais das organizações militares do estado de Minas Gerais.

É possível afirmar que as provas escritas foram compostas por cinco questões e falaram sobre as mesmas disciplinas contidas na parte objetiva.

Portanto, se você está interessado em participar deste concurso, o mais indicado é procurar estudar atentamente as provas dos anos anteriores para conseguir compreender como funciona o processo seletivo e se preparar bastante, visto que normalmente a concorrência costuma ser bastante acirrada e as provas bastante complexas.

Além disso, é muito importante começar a trabalhar o psicológico para que o nervosismo não te atrapalhe durante as provas. Muitas pessoas acabam errando questões por descuido devido aos nervos, que precisam ser domados para que você consiga ir bem. Uma dica para isso é fazer simulados com cronômetro, de modo que você possa melhorar o seu tempo para a resolução das questões, garantindo que vai conseguir responder a todas elas adequadamente durante o processo seletivo.

Vale citar ainda que muitas pessoas se sentem mais inseguras falando, mas isso não significa que elas não tenham a capacidade de se sair bem na prova oral. Novamente, é tudo uma questão de treinar para conseguir conter o nervosismo e mostrar para a banca que você possui a competência necessária para ser aprovado. Portanto, também vale simular este tipo de situação com a ajuda de conhecidos para tentar ter uma perspectiva de como será.


Amanda Guimarães Faria


Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.